Eu, eu mesma e Juliana

Minha melhor definição.

Já me defini tantas vezes mas com certeza nunca me defini verdadeira e completamente. Sabe primeiro dia de aula em que temos que nos levantar em sequência, dizer nosso nome, idade e o que fazemos? Parecem todas respostas simples mas ao mesmo tempo carregadas de tantos significados.

Mas vamos lá, como quem esta na chuva é pra se molhar, quem escreve num espaço público, precisa se apresentar.

Meu nome é Juliana Baron Pinheiro e nasci em 1986, portanto hoje, tenho 25 anos. Nasci em Criciúma, minha cidade querida da onde tenho deliciosas recordações, mas desde 1996 moro em Florianópolis. Sou formada em Direito mas por livre e espontânea vontade não trabalho e nem pretendo trabalhar na área. Agora um pouco mais madura, estou me despindo das expectativas do mundo que te empurram muitas vezes a ser quem você não é e estou buscando fazer o que me deixa feliz. Assim que eu descobrir, com certeza conto pra vocês. Em 2009 engravidei e fui morar junto com o meu companheiro de vida, o Marco. Mas apesar de termos nos comprometido mais, pelo João, hoje estamos juntos por nossa opção e pelo amor, que foi se construindo, que sentimos um pelo outro. Tanto que em Outubro vamos agradecer a Deus esse nosso encontro, unindo-nos no matrimônio, com véu, grinalda, festa e uma super esperada lua de mel.

Sempre gostei de escrever, desde que me conheço por gente. Sempre tive diários, cadernos, papéis, inventava máquinas de escrever e assim que pude, conquistei uma, acho que com uns 12 anos. Até hoje tenho pastas e mais pastas de textos escritos nela, começos de livros, poesias, crônicas…e boas lembranças! Ah que gostoso é lembrar daquele som e do medo de errar e ter que começar a datilografar tudo de novo.

A única coisa que ganhei na vida foi um concurso no Diário Catarinense, com uns 13 anos, por conta de um texto que escrevi. Enfim, por toda essa paixão pela escrita, cá estou eu escrevendo nesse blog que vos lê.

Escrevo de tudo um pouco. Escrevo sobre meus pensamentos malucos, sobre a experiência que é ser mãe, mulher, companheira de uma outra pessoa, dona de casa, profissional em busca de sua realização e acima de tudo eu mesma, a Juliana que tenta sobreviver em meio a todas essas outras que vivem dentro de mim.

Então, sejam bem vindos. Como eu sempre digo, eu escrevo porque eu quero e lê quem gosta de mim!

2 respostas em “Eu, eu mesma e Juliana

  1. Adorei receber seu convite de casamento, que Deus abencoe o amor de voces e este fruto tao fofo e lindo que so vi quando tinha poucos dias. Tenho imenso carinho por ti, pois tambem te vi crescer, apesar do pouco contato por estes ultimos anos, pois aquela menininha meiga e muida se tornou uma mulher determinada e linda.

    Beijos.

    Chelsea.

    • Obrigada Chelsea!! Infelizmente não conseguimos entregar todos em mãos, mas tu como mãe de alguém que já foi noiva sabe como é corrido esse negócio de organizar casamento!!!!

      Obrigada pelo carinho e espero contar com a presença de vocês no dia 13!!

      beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s