2013, here we go!

É engraçado como criamos expectativas às vezes exacerbadas em relação à virada do ano. Parece que vamos dormir no dia 31 de uma maneira e acordar no dia seguinte completamente diferentes. Mas não. Acordamos exatamente do mesmo jeito como fomos dormir, pra não dizer pior. Ressaca, cansaço e um sono infinito tomam conta do nosso corpo e chegamos até a questionar se conseguiremos mudar alguma coisa ao longo do ano que se inicia. Mas muita calma nessa hora. Visualizar mudanças e enumerar desejos não significa que num estalar de dedos toda a sua vida mudará por completo. Mudanças exigem paciência e um tanto de determinação.

IMG_8849

Aprendi no meu processo de coaching que precisamos tomar cuidado com as mensagens que passamos ao nosso cérebro. Quando enumerarmos aspectos que queremos mudar, por exemplo, jamais devemos começar com um não e sim com algum verbo positivo. Em 2013 eu pretendo não comer carne vermelha e nem branca, mas quando eu escrevi isso na minha lista, coloquei da seguinte forma “evitar comer carne vermelha e branca”. Porque quando impomos uma restrição ou uma proibição à nós mesmos, tendemos a nos boicotar agindo exatamente da forma contrária.

Também não enumere ações que você julga extremamente difíceis de serem realizadas. Comece aos poucos, devagar, para que quando acontecer um vacilo, você não mande uma mensagem negativa ao seu cérebro de que fracassou. Possuímos uma gigantesca tendência de nos enxergarmos como seres incapazes. Quem nunca repetiu para si mesmo “eu sabia que não ia conseguir“? Pode parecer brincadeira, mas muitas vezes estipulamos metas praticamente inatingíveis apenas para confirmarmos para nós mesmos o quanto somos incapazes de realizá-las.

Vou dar uma dica que funciona muito comigo. Pegue um papel e comece a elencar tudo o que pretende mudar ou o que deseja realizar na sua vida. Vale tudo aqui. Contas a pagar, viagens que deseja fazer, cursos, mudanças, organizações, pendências da casa etc. Tirar da sua cabeça, do seu imaginário e visualizar no papel é quase como aliviar a pressão no cérebro e dar vazão às diversas questões que podem estar te incomodando. Ainda quero escrever mais sobre isso, mas outra dica super válida é fazer uma tabela com todos os meses do ano e nela distribuir tudo o que você escreveu naquela lista. Como é humanamente impossível realizarmos tudo de uma vez só e como armazenar tudo aquilo na nossa cabeça é praticamente um sadismo, distribuir o que você escreveu ao longo dos próximos meses ou anos reduz a nossa ansiedade e aquele sentimento de culpa por parecer que não estamos realizando nada.

Já estamos no terceiro dia do ano e tudo pode parecer igual. Mas é importante lembrarmos de que mudanças não precisam de um dia certo e mágico para começarem. O ano novo é apenas uma oportunidade, mas todo dia é dia de mudar, de se renovar. Então ainda é tempo de você fazer as suas listas.

Quero aproveitar a oportunidade e agradecer todos os comentários bacanas que venho recebendo. Eu andava um pouco triste com a ausência de retorno dos leitores daqui do blog. Vinha questionando essa falta de participação e repensando o meu compromisso em escrever. Mas os comentários recentes me animaram e eu sigo confiante com os meus sonhos e metas para esse ano.

IMG_8890

Então, vamos que vamos.

Logo eu volto.

beijo beijo

Anúncios

14 respostas em “2013, here we go!

  1. Oi Juliana, foi um prazer haver te conhecido, foi não, esta sendo um prazer. Conheci seu blog ontem e estou adorando, adoro a forma como escreve, me encanta. Este esta sendo um ótimo presente de inicio de ano, pode estar segura que ganhaste mais uma fã.
    Com carinho…
    Tati.

    • Bia adorei a tua citação do post lá no blog!! Ficou muito legal!! E obrigada pelos elogios também!! São esses retornos que fazem com que eu siga escrevendo!!
      Esse ano trarei várias reflexões novas!! Espero que você as aplique, quando julgar necessário, assim como foi com a organização…hahaha.
      Fiquei muito orgulhosa de você! E esse ano pretendo dar continuidade àquele projeto do livro sobre maternidade. Quando for a hora te aviso!!!
      beijoss

  2. Juliana, você não sabe como esse seu texto fez um bem danado para mim! Todo ano eu faço uma lista, na verdade, geralmente é algo em mental. Mas esse ano inumerei por alto algumas coisas que quero melhorar no meu dia a dia, mas nada muito profundo. Mas quero fazer uma lista detalhada, um painel com objetivos e coisas assim. Acho necessário para não perder o foco!

    Adorei muito seu texto, e adoraria ler mais sobre!!!

    Beijos

    • Isabela fiquei muito feliz com o seu comentário. Sempre que eu escrevo sobre alguma coisa, fico pensando nas pessoas se identificando com o texto, assim como eu me identifico com várias coisas que leio! E esse retorno é realmente gratificante.
      Realmente esse negócio de fazer lista de metas e segui-las é um assunto bem complicado. Esse compromisso de mudarmos algo ou dar seguimento às mudança pode se tornar muito massacrante para a nossa alma. Mas com determinação, força de vontade e capacidade de perdoar a si mesmo, tudo há de dar certo.
      Ano passado fiz dez sessões de coaching que me ajudaram muito e é sobre tudo o que eu aprendi lá, que quero escrever mais aqui no blog.
      Fica de olho que logo sairão mais textos da onde veio esse. E segue confiante em você mesma.
      beijos

    • Isabela fiquei muito feliz com o seu comentário. Sempre que eu escrevo sobre alguma coisa, fico pensando nas pessoas se identificando com o texto, assim como eu me identifico com várias coisas que leio! E esse retorno é realmente gratificante.
      Realmente esse negócio de fazer lista de metas e segui-las é um assunto bem complicado. Esse compromisso de mudarmos algo ou dar seguimento às mudanças pode se tornar muito massacrante para a nossa alma. Mas com determinação, força de vontade e capacidade de perdoar a si mesmo, tudo há de dar certo.
      Ano passado fiz dez sessões de coaching que me ajudaram muito e é sobre tudo o que eu aprendi lá, que quero escrever mais aqui no blog.
      Fica de olho que logo sairão mais textos da onde veio esse. E segue confiante em você mesma.
      beijos

  3. Muito bom Ju! Você aprendeu e aplicou realmente tudo o que trabalhamos! E, como o grande aprendizado vem quando ensinamos o que aprendemos, sua postura de repassar o aprendizado só confirma isso. Parabéns e um 2013 repleto de descobertas para você!
    Beijos,
    Ana Cristina

    • Ana, nem preciso dizer que o seu reconhecimento ao que eu escrevo (fruto de tudo o que aprendi com você) é um dos melhores retornos que eu poderia ter à minha escrita! Nessas dez sessões contigo, aprendi lições que eu vou levar para o resto da minha vida.
      E por saber que inúmeras pessoas jamais terão a chance de fazer uma terapia ou de participar de um processo de coaching, é que eu escrevo aqui. Procuro compartilhar nem que seja um pouquinho de tudo que me foi ensinado no ano passado e nos próximos anos, principalmente agora na faculdade de Psicologia. Claro que os meus textos não terão os mesmos resultados e a mesma eficácia que um contato direto com os profissionais competentes. Mas se eu puder acender pelo menos uma luzinha dentro de cada um que ler o que eu repasso, já ficarei muito feliz!!!!
      beijos

  4. Oi Juliana!!

    Mais uma vez venho te agradecer pelo texto. Tenho acompanhando o seu blog alguns meses. Te descobri pelo blog delicinhas de Pêra. Gosto muito de pensar e fazer reflexões sobre a vida, mas não tenho a facilidade de expressar tudo que penso. Por isso ler os seus textos me fazem muito bem. Talvez por comodismo não te damos esse retorno. Por exemplo já li vários textos que não me manifestei. Por isso foi super importante vc dizer que precisa desse feedback. Vc tem toda razão quando diz que esse retorno e que te motiva a continuar escrevendo. Não podemos ficar só recebendo, sem agradecer e divulgar o seu trabalho.Agora além de comentar vou curtir os seus textos no face. Parabéns pela sua disposição e determinação em sempre buscar o melhor da vida .E obrigada por sempre compartilhar isso com a gente!

    Bjos

    Sinara

    • Sinara, mais uma vez obrigada pelo comentário!!!

      Realmente a maioria das pessoas não tem facilidade em expressas tudo o que pensa….escrevendo! Porque pode ser que elas expressem de uma outra forma. Cada um encontra sempre uma maneira de dar vazão aos seus pensamentos. Mas que bom que ler os meus textos te faz bem. Também adoro quando leio alguma coisa que tem relação com tudo o que se passa aqui dentro!

      E fica de olho que logo teremos novidades aqui no blog!!!

      beijoss

  5. Oiiii Juliana, conheci seu blog esses dias através do blog do Frederico Mattos e, pelo pouco que já li, estou adorando, pois sempre me interesso por assuntos sobre o ser humano e a vida.
    Não pare de escreve não, pois seus textos são ótimos, e muitas pessoas, assim como eu, te acompanham, porém não escrevem. Eu mesma acompanho vários blogs e não comento em nenhum… aliás este é o primeiro que escrevo e só estou fazendo isso para motivá-la a não parar… rsrs
    Sou formada em nutrição, e por gostar mto desses assuntos de psicologia tbm estou pensando em cursar essa faculdade, mas só de pensar em mais 5 anos de novo já me cansa, rs, portanto, poste tudo oq puder sobre seu curso para que assim eu possa me motivar!!! hehehe
    Beijos

  6. Pingback: 2014, lá vamos nós! | Blog "Psicologando"

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s