Agradecimento e novidades!

Primeiramente meninas, A-D-O-R-E-I os comentários!!! Tanto os que eu tive autorização de publicar, como os que a pedidos guardei para mim mesma.

Já imaginava o perfil das leitoras e com os depoimentos de vocês só confirmei a linha de pensamentos dos próximos textos.

Ando na correria por conta da proximidade do fim das férias, tanto minhas, como do João. Ainda estou na praia mas todos os dias corro aqui para o nosso apartamento para dar encaminhamento à algumas mudanças na decoração. Como algumas devem perceber, adoro mudar, essencialmente o layout aqui de casa. Ontem pintaram as paredes da sala e sozinha estou pintando quatro móveis. Como não quero que o João acompanhe esse processo, porque sei que ele vai acabar me atrapalhando, estou correndo pra deixar tudo pronto para sábado, que é quando oficialmente voltamos pra casa. Também estou aproveitando para dar uma organizada nos armários e como li muito sobre desapego nesse mês de janeiro, estou tirando um tempo para me desapegar de algumas coisas que andavam ocupando muito espaço por aqui.

IMG_9799 IMG_9800

Segunda feira começam as aulas do João, a santa que trabalha aqui em casa volta de férias e eu teoricamente retomo a minha vida. Já entrei em contato com o meu novo personal (novo e único porque nunca tive nenhum), que vai me atender na academia do meu prédio às seis da manhã, ou seja, antes de eu ir pra faculdade, que começa no dia 14 de fevereiro. Essa decisão faz parte de uma das minhas metas esse ano: parar de brigar com a balança e pesar 60kg! Como vou estudar de manhã a partir das 07:50, trabalhar à tarde e como quero reservar as minhas noites para estudar e ficar com a família, o único horário que me sobrou foi esse cedinho. Mas particularmente eu AMO acordar cedo e sentir que o dia rendeu. Liguei agora a pouco para o Renato, meu personal e conversamos muito sobre o início do meu processo com ele. Estou bem otimista e feliz com essa minha determinação.

Então com todas essas programações, imaginem a loucura e a falta de tempo para fazer qualquer outra coisa que não descansar as minhas costas. Serão muitas novidades num período curto de tempo e eu estou procurando absorvê-las da melhor forma possível. Cada uma pode render um texto inteiro e por eu achar importante dividi-las com vocês, estou deixando pra escrever tudo depois.

Com relação ao meu universo de blogueira/escritora, semana passada teve um texto meu publicado no blog “Delicinhas de Pera” e logo vocês poderão ler meu quarto texto no blog “Sobre a Vida”. De resto, ainda estou numa fase de introspecção e planejamentos.

Conforme já antecipei por aqui, logo lanço o meu novo blog sobre o meu caminhar na faculdade de Psicologia e sobre assuntos mais reflexivos. O blog esta bem fofo e já tenho duas presenças ilustres confirmadas para enriquecê-lo: o psicólogo Frederico Mattos, autor do blog “Sobre a Vida” (que esta de cara nova).

314292_10150666808347677_1600410788_n

E a minha coaching querida Ana Cristina Garlet.

487173_4262546288162_1634011968_n

Demais, não?

Então por enquanto era isso. Preciso agora terminar de pintar o penúltimo móvel e voltar correndo para Jurerê pra ficar agarrada no meu João nesse finalzinho de férias.

Logo eu volto com mais novidades e assim que der responderei cada comentário do último post.

beijo beijo

Oi, meu nome é Juliana.

Com o aumento do número de pessoas que entram aqui e uma maior participação delas no blog, coloquei-me a pensar: Quem são vocês que entram aqui e me leem?

Dos números que eu vejo ali nas “Estatísticas do Site” alguns pra mim tem nome, como o da minha mãe, da minha irmã, de algumas amigas conhecidas e de outras que se fizeram por laços tecnológicos. Mas e o resto?

Vocês são mães como eu ou estão pensando em ser? São pessoas que também tem essa necessidade de expressão através da escrita? São pessoas caras de pau como eu que dão a cara a tapa e se desnudam um pouco na frente dos outros escrevendo? São sedentárias, doentes por internet, sedentas de informação e alguém que as compreenda?

Quem são vocês?

Já falei aqui que também comento muito pouco nos meus blogs favoritos e apesar de ter recebido mais comentários depois que desabafei sobre a falta de participação das leitoras, queria que hoje vocês tentassem se identificar. Encostem seus dedinhos indicadores no meu e digam seu nome, quem vocês são e porque entram aqui. Posso até não aprovar o comentário se preferirem. Mas comentem, identifiquem-se!

Sentem nesse círculo e na sua vez, levantem e comecem com a velha identificação estilo AA: “Oi meu nome é….”

Como respondi em alguns comentários, logo vou lançar um novo blog, voltado para esse meu novo desafio de cursar Psicologia e gostaria de identificar um pouco quem entra aqui e o porquê. O site já esta pronto, já tenho alguns textos no rascunho mas me falta indicação de temas desejados por vocês pra eu saber por onde devo seguir.

Então vamos lá….

Meu nome é Juliana, e o seu?

beijo beijo

Focos e objetivos – palestra Dulce Magalhães

Ainda esses dias mencionei aqui um dos livros da filósofa Dulce Magalhães. Admiro muito essa mulher como pessoa e como profissional e sempre procuro aprender com os ensinamentos que ela exala, seja em seu modo de enxergar a vida, na sua maneira de ser ou em tudo que esta nos seus livros.

542684_4962312977020_1618837942_n

Como ela se tornou amiga da minha mãe, cada vez mais venho tendo a oportunidade de conviver com ela e a cada gesto, a cada palavra proferida por ela, há o que se absorver no sentido de se tornar uma pessoa melhor. Inclusive na relação amável que ela tem com o meu filho, que esses dias ficou imóvel escutando dela uma dessas histórias malucas que nós adultos costumamos inventar para saciar o desejo dos pequenos.

Já mencionei aqui que ano passado fui numa de suas palestras lá na CDL de São José, aonde ela falou um pouco sobre o conteúdo do seu último livro “O foco define a sorte – A forma como enxergamos o mundo, faz o mundo que enxergamos”. Durante a palestra tive diversos insights, clarões mesmo, de questões que vinham me perturbando há algum tempo. Não sabia se só prestava atenção ou se anotava tudo de importante que estava ouvindo. Então escutava e ao mesmo tempo rabiscava algumas palavras ou frases para me lembrar depois de tudo que havia sido dito ali.

Então, apesar de já ter falado algumas vezes sobre o conteúdo do que eu ouvi, mesmo que subentendido em diversos textos meus, hoje decidi repassar pra vocês em forma de tópicos curtos algumas mensagens que ela falou lá e que significaram muito pra mim.

– Precisamos voltar o nosso olhar;

– Não olhamos as coisas como elas são e sim como nós somos;

– A ignorância pode ser usada como uma forma de proteção;

– Geralmente somos Incoerentes entre o que fazemos e queremos, porque estamos desfocados;

– Nós podemos ser o foco ou a confusão;

– Nós somos fruto das nossas escolhas, por isso o foco é tão importante;

– O que você quer mudar? O que você esta fazendo para mudar?

– Geralmente você deseja uma coisa mas escolhe outra;

– “Nos somos as escolhas que fazemos”;

– Nós somos uma medida do mundo. Então é tempo de cuidar de nós;

– A grande mudança é nossa. Culpar os outros é mais fácil;

– Onde esta o seu foco?

– O foco é resultado do que você escolheu;

– Todo dia nós somos uma flecha lançada mas precisamos ter um alvo.

– Qual o propósito do seu dia?

– Nós só encontramos o que buscamos;

– Quando você sabe a pergunta, tudo se torna resposta. Se você tem um alvo, é mais fácil acertar;

– Escolha pra poder mudar de ideia;

– Você se torna excelente, no que pratica sempre;

– Muita gente veio aqui e não prestou atenção, porque não veio perguntar nada;

– Despertar não é rebeldia;

– A existência é uma passagem e não a morte;

– Nós somos capazes de promover mudanças, principalmente em nós mesmos;

– Eu não me permito sonhar pra não me frustrar;

– Não devemos dar conselhos a quem não quer ouvir;

– É preciso alfabetizar o seu olhar;

– Atento é aquele que esta;

– Ninguém é culpado;

– Somente você pode viver a sua vida;

– Nada esta desconectado, nós é que estamos desconectados;

– Ser feliz é diferente de ter momentos de felicidade;

– Sempre achamos que o nosso jeito de viver é o certo;

– Comportamento gera comportamento;

– Passe mais tempo com a vida.

Muito bom, não?

Logo eu volto.

beijo beijo

Como um barco…

” Como um barco a deriva eu vinha seguindo conforme os ventos me carregavam. Navegava de um lado para o outro de acordo com a maré, a ondulação e todas as outras variáveis que teimam em querer conduzir aquilo que não é seu.

Só que o que pode ser visto como uma intervenção incômoda, na verdade se caracteriza como um certo comodismo nosso, já que a princípio é mais fácil soltar os remos, descer as velas e se deixar levar pelas escolhas dos outros. É tão mais despreocupante baixar a guarda, acomodar-se no assento de vítima e se deixar afogar pela possível má condução de terceiros.

Mas o mar, assim como a vida, não costumam poupar os intransigentes e por vezes mandam-lhes tormentas, inconstâncias e fortes ondulações a fim de alertá-los de que algo não vai bem. E são nesses momentos turbulentos que os tripulantes tem a oportunidade de rever os seus planos e analisar a necessidade de algumas alterações.

Quando vivemos na penumbra do que acontece dentro da gente, quando desconhecemos o peso das bagagens que carregamos durante toda a nossa vida, de alguma forma nosso corpo e todos os acontecimentos que nos acometem costumam transparecer essa ausência de percepção. Mas quando enxergamos ou sentimos essas demonstrações é chegada a hora de mergulharmos nas profundezas do nosso inconsciente e vasculhar entre os destroços para distinguir o que se destruiu do que ainda pode ser recuperado. E caso nos abstenhamos por receio de ver aquilo que por anos mantivemos escondido, o mar se encarregará de continuar nos derrubando até que naufraguemos por completo ou finalmente vençamos as grandes ondas que possam surgir a cada novo dia”.

BOA SEMANA!!!!

Respondi alguns comentários aqui do blog. Alguns mandei a resposta também por email! Confiram!!

beijo beijo

13

Dica de livro.

Apesar de amar ler e viver sonhando com o dia em que eu possa passar uma semana enfiada em algum canto do mundo rodeada apenas de livros, confesso que há tempos não começava e terminava um livro assim, em pouco tempo. A princípio essa ausência de compromisso em ler me incomodou, mas depois revi as minhas prioridades e realmente andava me faltando tempo hábil e livre para devorar um livro.

Então que no fim do meu processo de coaching no final do ano passado, minha coaching me emprestou um livro do Bert Hellinger chamado “Amor à segunda vista” e ontem eu consegui finalizá-lo depois de alguns dias lendo.

IMG_9308

Mesmo considerando esse livro uma preciosidade, principalmente para mim, uma recém apaixonada pelo método das constelações sistêmicas, não é dele que eu vim falar hoje. Mas já que eu o mencionei, explico rapidamente do que se trata. Já falei antes aqui no blog em síntese o que é a Constelação. E esse livro relata algumas constelações feitas por Bert Hellinger com casais. Pra quem gosta do assunto e acredita no poder das ordens do amor, as mensagens de Bert e o que se tira das representações de cada casal é engrandecedor. Um dia ainda escrevo mais sobre o assunto, que a cada dia me faz querer cada vez mais seguir por esse caminho de observar os comportamentos humanos e entender o quão é importante apropriar-se de si a fim de se tornar uma pessoa mais consciente e por consequência mais feliz plenamente.

Mas o livro que eu vim indicar hoje é o “Presente do Mar”, da escritora Anne Morrow Lindbergh. Já tinha ouvido falar dele e ano passado minha prima o deu de presente para minha mãe. Mas foi essa semana, perambulando pelos corredores do supermercado que me deparei com o mesmo em promoção e decidi comprar.

IMG_9449

Que coincidência maravilhosa, apesar de eu não acreditar muito no acaso. Li que ele foi escrito em 1955 e que desde então é sucesso absoluto. São pouquíssimas páginas escritas pela autora numa passagem dela por uma ilha, onde ela faz uma alusão da nossa vida à tudo que acontece numa praia.

Apesar de ainda não o ter finalizado, indico de olhos fechados. Além de possuir uma mensagem riquíssima para nós que vivemos num mundo super exigente, ele tem tudo a ver com o período de férias e o contato que nós brasileiros temos com as praias durante essa época. E o que comprova a sua absoluta grandiosidade, é que mesmo tendo sido escrito há quase setenta anos, seu conteúdo é extremamente atual e perfeito para nós mulheres que por vezes vivemos perdidas entre tantos papéis que exercemos diariamente.

Fica a dica leitoras queridas.

beijo beijo

Quem?

“Quem sou eu?

Ou quem é você que me domina quando eu desisto e perco o controle?

Quem somos nós, que convivemos debaixo do mesmo corpo, dividindo das mesmas angústias e lutando diariamente num incessante jogo baseado na mais irritante erística que não nos fará chegar a lugar nenhum?

O que o mundo nos reserva depois dessa batalha constante entre ser quem eu sou realmente e quem eu teimo em pensar que sou?

Haverá um vencedor nessa disputa de egos, de almas, de espíritos e mais outras tantas áreas desse círculo vicioso que denominam de vida?

Quem irá decidir pelo que deve partir e o que deve permanecer?

Eu?

Você?

Nós?

Acredito que o “nós” soa mais democrático, mais verdadeiro, mais duradouro.

Mas o que será de nós quando nos unirmos numa só persona e reconhecermos que não somos dois, mas apenas um só?

Um só coração, uma só mente. Uma só escolha, uma só consequência. Um só sonho, uma só conquista.

Persistirá essa luz que clareia o caminho até então desconhecido ou diante do primeiro obstáculo ela se apagará como se nunca houvesse existido?

Não sei. Você sabe? Se eu não sei, você também não sabe. Mas agora juntas, unidas na dor e na alegria de sermos quem nós somos, sobreviveremos. E mais do que isso, viveremos. Na plenitude e constância dignas de quem se descobre como pessoa inteira e capaz de seguir em frente convivendo com as mais variadas incertezas que residem dentro de si”.

IMG_5078

Sua imagem refletida no espelho, nada mais é do que você mesma tendo a chance de se conhecer enxergada de fora.

Retrospectiva 2012 aqui do blog.

E logo depois da virada de ano o WordPress me mandou a retrospectiva daqui do blog. Não comecei a usar esse servidor de blog logo no começo de 2012, mas fiquei bem feliz com o resultado. Confesso que, como já disse antes, gostaria de atingir um número maior de leitores. Não pela simples questão numérica, mas porque acredito tanto que se todos parassem e refletissem um pouco mais sobre si, além de viverem tanto de aparências e leituras sobre questões superficiais, o mundo seria um lugar muito melhor papo de miss. Claro que eu sou apenas alguém que repassa tudo o que aprende com outras pessoas, mas acho que os meus textos, justamente por serem um tanto leigos, são de mais fácil compreensão para os que não tem muito contato com esse mundo de terapias e leituras do tipo. Aliás, eu acredito tanto nisso que escolhi cursar Psicologia para entender mais sobre as pessoas, para poder começar a fazer os meus próprios questionamentos e para poder analisar as situações sob o meu ponto de vista.

Enfim, deixo com vocês um resumo do blog no ano que passou e aproveito a oportunidade para agradecer à todas que tiraram um tempo do seu dia e escreveram aqui. Andei reclamando eu sei, mas o meu desabafo serviu para que eu recebesse mais retornos de quem me lê e de quem me inspira a escrever cada vez mais.

Maristela, você anda um pouco sumida, mas deixo um muito obrigada especialmente pra ti, minha querida leitora, que sempre me surpreende com os comentários! Realmente parece que nos conhecemos!!

Ah e sobre os termos de busca eu ainda quero escrever um post exclusivo sobre o assunto. Porque vou te contar, aparece cada um!!! Pra quem não sabe, termo de busca são os termos que as pessoas digitam no Google e que fazem com que elas caiam aqui. Alguns até tem sentido com a essência do blog, mas outros….

Logo eu volto.

beijo beijo

p.s. falta um mês para começar a minha aula….ai ai ai!!!!

1 2 3 4 5