Obrigada, Ano Velho!

Ensaio_JM-208

Talvez eu esteja exagerando. Talvez eu ainda esteja deslumbrada com o brilho das luzes espalhadas pela cidade nessa época do ano e que fazem com que eu me sinta criança novamente; otimista, despreocupada. Mas acredito que 2012 foi um dos anos, pra não dizer o mais, importante da minha vida. Sim, eu tenho apenas vinte e seis, mas ainda não consegui dimensionar e quem sabe até, absorver todas as mudanças que vivi nele e a maturidade que conquistei de carona com elas.

2012, pra mim, foi um ano de extremos. Foi um ano…

De ganhos e de perdas.

De questionamentos e de certezas.

De alegrias e de muita dor.

De descobertas e de redescobertas.

De começos e fins.

De encontros e desencontros.

De tirar o caráter de urgência à necessidade de mudança e um ano de incessantes movimentos.

De colocar ideias no papel e de tirar ideias do papel.

De reverenciar o passado e de se despedir dele.

De aprender a viver o presente e de fazer planejamentos pro futuro.

De uniões e separações.

De deixar vicejar o que deve viver e de deixar morrer aquilo que não nos pertence mais.

Foi um ano de sonhar novos sonhos e permitir o retorno de sonhos já esquecidos.

Em 2012 mergulhei bem fundo e fiz um passeio por entre as raízes que me sustentam desde que nasci.

Acendi a luz daqui de dentro e mesmo receosa, encarei desperta tudo o que eu não vinha querendo enxergar. Reconheci minhas fraquezas internas, minhas fugas, o que empurrei para baixo do tapete e incorporei a responsabilidade de que somente eu sou responsável pela minha vida.

Antes disso, chorei, chorei muito. Esbravejei, caí, tropecei, fiquei sentada me lamentando, culpando o mundo por eu estar ali. Mas quando tudo foi clareando, já não havia motivos pra eu continuar enfiada no confortável papel de vítima. E então eu levantei.

Isso não quer dizer que o trajeto depois foi mais fácil. Ainda hoje estou aprendendo a lidar com as minhas novas descobertas. Ainda choro, ainda cedo, ainda esqueço de impor meu limite perante os que me cercam. Ainda me pego tentando culpar alguém pelas minhas atitudes. De vez em quando ainda bate aquela culpa, aquele sentimento medíocre de se sentir indigna pelo simples fato de pensar diferente. Mas quando percebo que estou escapando da minha trilha novamente, procuro meu foco e assumo as rédeas.

Quem convive de perto comigo sabe que o meu ano não foi fácil. E certamente por isso que o considero o mais importante. Adoro acreditar que nada é por acaso, que tudo tem uma razão e que assim que nos permitimos fazer as perguntas das nossas vidas, as respostas vem a rodo.

Termino o ano repleta de questionamentos, mas também atolada de respostas. Ainda venho lutando comigo mesma, diariamente. Porém, hoje sei por quais motivos.

Pessoas ainda insistem em desdenhar dos meus sonhos e a debochar das minhas descobertas. E eu não seria hipócrita de dizer que rio na cara dos obstáculos. Mas aprendi a respeitar a impossibilidade delas de darem o que não tem. Antes, essas farpas me arremessavam para o exato lugar aonde os outros queriam que eu estivesse, mas hoje, consciente e conhecedora dos meus valores e das minhas crenças, finco os meus dois pés no lugar que escolhi ocupar. E não nos que os outros escolheram pra mim.

E assim a vida segue. Em pouquíssimos meses aprendi lições que vou carregar para uma vida inteira. Nesse ano conheci pessoas MARAVILHOSAS, a quem serei eternamente grata por ter conhecido e com quem quero conviver para todo o sempre.

Hoje já caminhei ouvindo minhas músicas preferidas, já renovei minhas energias no mar e joguei flores pra Iemanjá, já tomei banho com sabonete de arruda e sal grosso, já enumerei algumas mudanças para o novo ano que se aproxima e agora vou me encontrar com a família do marido para juntos e vibrantes, aguardarmos o novo ciclo que se inicia em poucas horas.

Mentalmente já me agradeci por tudo que conquistei em 2012. É engraçado que esse é o primeiro ano em que eu sinto que não preciso mudar muita coisa. Sempre quando chegava essa época, eu ia me dando conta do tanto que minha vida estava estagnada. Mas hoje eu estou tão feliz com todas as minhas conquistas que só tenho a me agradecer e a me desejar muita força para concretizar todos os meus sonhos e metas no ano que vem.

Janeiro vai ser um mês de repouso, reflexão e muita preparação para 2013. Como já disse, estarei na minha casa da praia sem qualquer tipo de internet. Mas logo eu apareço por aqui.

Agradeço à vários comentários fofos que venho recebendo. Com certeza vocês são grandes impulsionadoras da minha paixão por escrever.

Desejo um EXCELENTE E EXCITANTE ano novo pra todo mundo.

Ano que vem eu volto com novidades e mais textos para compartilhar com vocês.

beijo beijo

p.s. já contei que estou matriculada na faculdade de Psicologia?

Anúncios

7 respostas em “Obrigada, Ano Velho!

  1. Juliana, conheci seu blog no finalzinho do ano ( nov/2012) e logo de cara me identifiquei com ele. As suas inquietações, descobetas e os questionamentos acerca dos fatos da vida demonstram a procura pela alma intuitiva, pela vida crriativa. To lendo mulher que corre com lobos, e pensei ” meu Deus eu fui apresentada a esse livro uns cinco anos atras e só agora no final de 2012 é que venho lê-lo! quantos errros poderiam ser evitados se tivesse lido esse manual feminino para uma vida mais rica, plena e sobretudo,verdadeira para com os entimentos.
    Enfim, infelizmente meu ano termina com a percepção de que eu passei por ele um pouco congelada, anestesiada, “no automático”.
    Mas 2013 já inicia com saldo positivo: estou despertando, vendo as feridas!
    Parabéns pela caminhada e pelo ingresso no cuso de psicologia!
    Gracioso 2013 pra vc!

    • Grace, também conheço esse livro há bastante tempo mas nunca tive o interesse de lê-lo. Assim como aconteceu com todas as terapias que fiz em 2012. Já havia ouvido falar em Constelação, coaching, grupo de mulheres…mas como uma leitora me disse esses dias, cada pessoa tem o seu tempo para descobrir as coisas. Se você só leu o livro agora, é porque agora era a sua hora de se perceber como pessoa que estava precisando de um cutucão da vida.

      Mas que bom que você esta gostando da leitura. Minha psicóloga diz que ele é um livro para ser trabalhado com ajuda e não como livro de cabeceira. Mas acredito que se a pessoa que ler tiver a sensibilidade de absorver todos os ensinamentos que a Clarissa escreveu durante os 20 anos em que escreveu o livro, a leitura será de grande valia.

      Nesse ano de 2013 vou escrever mais sobre ele. Fica de olho.

      Feliz Ano Novo pra você também e obrigada pelo comentário.

      beijos

  2. …..2012 foi-se cheio de descobertas ,aprendizado e surpresas que ajudaram muito a evoluir Jù fiquei feliz de saber que já estás de fato matriculada e que seremos colegas de profissão, espero trocar muitas “figurinhas” com você hehe…. e que venha 2013!!!

  3. “2012, pra mim, foi um ano de extremos. Foi um ano…
    De ganhos e de perdas.
    De questionamentos e de certezas.
    De alegrias e de muita dor.
    De descobertas e de redescobertas.
    De começos e fins.
    De encontros e desencontros.
    De tirar o caráter de urgência à necessidade de mudança e um ano de incessantes movimentos.
    De colocar ideias no papel e de tirar ideias do papel.
    De reverenciar o passado e de se despedir dele.
    De aprender a viver o presente e de fazer planejamentos pro futuro.
    De uniões e separações.
    De deixar vicejar o que deve viver e de deixar morrer aquilo que não nos pertence mais.
    Foi um ano de sonhar novos sonhos e permitir o retorno de sonhos já esquecidos.”

    Ju, isso não é um texto, é poesia.
    Amei e postei!
    Parabéns!

  4. Pingback: Obrigada, Ano Velho, mais uma vez! | Blog "Psicologando"

  5. Pingback: Cada ano, uma história. | Blog Psicologando

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s