Enquanto te espero…

Este post é candidato ao concurso “O melhor post do mundo da Limetree”

Esse texto eu escrevi no melhor momento da minha vida, a espera pelo João Pedro. E depois que ele nasceu, fez-se realmente o Amor das nossas vidas.

“Oi filho (agora eu já tenho quase certeza que posso te chamar assim).
Mamãe estava aqui pensando que agora já estamos quase na metade dessa viagem linda que chamam de gravidez. Às vezes me pego reclamando de algumas consequências chatas dessa trajetória, mas no final do dia quando sinto você se mexendo dentro de mim e vejo como a minha barriga está linda e redonda, acredito que tudo vale a pena.
Faltam ainda algumas semanas para nos conhecermos pessoalmente, mas sinto que vamos nos entender muito bem. Já andamos batendo altos papos e mamãe começa a respeitar os seus limites. Às vezes me jogo na correria do dia a dia, ando mais depressa e você já se manifesta para eu ir mais devagar. Quando estou num lugar tumultuado ou resolvendo algum pepino no trabalho, trato de proteger você com as minhas mãos como uma galinha faz com os seus rebentos. E assim vamos filhote, estou aprendendo a delícia de ser mãe.
Todas as noites acaricio você cantarolando músicas calmas que eu gosto e converso com você durante um tempão. Agora papai também está participando desse nosso encontro noturno. Ontem ele confessou que não vê a hora de poder te sentir também. Às vezes acho triste comentar com ele que você está pulando como uma pipoca dentro de mim, pois ele vem com todas as expectativas do mundo tentar sentir também e acaba com um olhar frustrado. Mas tudo tem o seu tempo e esse momento agora é só meu e seu. Já te dou boa noite, bom dia e até te chamo pra ver algumas coisas bonitas também. Levanto a blusa e imagino que pelo umbigo da mamãe você já pode enxergar o mundão que está louco pra te receber.
Ah, filho, está tão gostoso ver e sentir você crescendo dentro de mim. Ficar imaginando com o seu pai como será o seu cabelo, a cor dos seus olhos, as suas mãozinhas. Imaginarmos a nossa felicidade quando nos tornarmos para alguém, a pessoa mais especial desse mundo. Um dia seremos a fada do dente, noutro o coelho da páscoa. Passaremos para você a magia do natal e a expectativa da virada de um ano. Encheremos bexigas coloridas no seu aniversário e te encheremos de beijos naquelas manhãs preguiçosas de domingo.
Tão bom descobrir que o amor é como um elástico que nunca se estica por inteiro. Tão bom ver a bobiça que toma conta dos seus avós e titias quando imaginam você já correndo pela casa.
Às vezes dá medo de presenciar o seu primeiro tombo e de te acompanhar na sua primeira ida ao hospital para costurar alguma coisa. Porque afinal você vai ser um meninão sadio e mamãe vai deixar sim você brincar até dizer chega e correr como se o mundo fosse todinho seu. Já vejo você grande me pedindo conselhos e sofrendo pelo seu primeiro coração partido. Mas enquanto tudo isso ainda está num futuro muito distante, me dou ao luxo de curtir cada fase desse nosso encontro de vida. Hoje aproveito você aqui dentro de mim. Te levo para onde eu quiser e me preparo para sua chegada, afinal a partir do dia em que você nascer, mamãe nunca mais estará sozinha e nunca mais pensará nela em primeiro lugar. É engraçado e temeroso pensar assim, mas sei que depois que eu ver os seus olhos me procurando ao nascer, toda essa abdicação vai ser automática e nada dolorida.
Estamos loucos para sermos as primeiras pessoas que você vai querer ver quando acordar e as últimas antes de você adormecer. Estamos ansiosos para virarmos heróis, cavalinhos, parque de diversões, mirabolarmos histórias diferentes para te contar a cada noite. Vamos ser aqueles para quem você vai correr quando algo te assustar, vamos dar os ombros para você chorar, os braços pra você se pendurar e o colo pra você dormir.
Enquanto você não chega vamos nos divertindo com a sua ausência. Botamos roupinhas e brinquedos na nossa cama. Lemos sobre mamadeiras, amamentação e arrumamos o seu quartinho. Nesse verão vamos botar você pra conhecer a beleza que é passar um dia na praia e a delícia que é chupar um picolé derretido com os pés na areia. Verão que vem você já vai estar alegrando mais ainda os nossos dias ensolarados dando sorrisos sentado na sua piscininha de plástico.
Vamos ficando por aqui Amor da minha vida. Estamos esperando você com muitas coisas boas para te ensinar. Mas venha ao seu tempo, curta esse seu momento que depois tudo vai ser uma festa aqui fora. Com amor, mamãe e papai.”

Beijo beijo

Anúncios

7 respostas em “Enquanto te espero…

  1. Lindo texto ju! Só um filho pra nos inspirar assim, o tempo passa rápido né? Temos que curtir cada etapa da vida deles, hoje o joão ta aí, um garotão lindo! bjos.

  2. Ju, tive que parar de ler na metade porque estou na loja. Já estava toda vermelha e fazendo beicinho, doida pra chorar! hahaha!!

    Mais tarde termino de ler em casa.

    Beijos,

    Kamila.

  3. Pingback: VOTEM EM MIM QUE EU TRAREI LEMBRANCINHASSS!!!!! | Juliana Baron Pinheiro

  4. Pingback: Enquanto te espero – a espera pelo meu filho. | Blog "Psicologando"

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s