Infelizes, porém, acompanhadas!!

Bom dia segunda feira chuvosa!!! Sempre digo que quem sorri num dia como esse, é porque realmente esta feliz. Porque fácil é ter bom humor num dia lindo como foi ontem mas com esse tempo cinzento, chuvoso e frio, não é tão fácil assim manter os dentes a mostra!!! Mas nada que um bom café com leite e um bolo com jeito de vó não resolvam e façam dias como esse valerem a pena!!!

Foto do almoço de ontem na Lagoa da Conceição. Oliveira´s rocks!!

Hoje tem post meu lá no Delicinhas de Pera! Boa reflexão para uma segunda-feira, que eu insisto em dizer que é o dia mundial da mudança!!

Ontem fui assistir à peça “Os homens são de Marte e é pra lá que eu vou”.

Gente, que delícia!!! Sei que ela esta há tempos em cartaz e até já tinha vindo pra cá, mas nunca havia conseguido ir. Aí que ontem calhou e fomos eu, minha irmã e minha mãe. Risadas do início ao fim. Apesar de hoje estar super feliz quase casada, lembrei-me muito das neuras e aventuras que tinha quando solteira! De achar que todo cara “era O cara”, da pressão que os outros fazem para estarmos sempre com alguém, das repetidas vezes que lemos uma mesma mensagem pra tentar entender o que o cara quis dizer, do jeito como estamos sempre tentando nos adaptar ao namorado, deixando muitas vezes até de ser nós mesmas!!! Ufa!! Mas depois sempre dá pra dar risada! Quando eu lembro do que já fiz por conta dos meus “supostos” amores, sorrio automaticamente. Tudo faz parte….”NÃO ERA PRA SER”…hahahaha.

E a trilha sonora? Muito boa! E o vestido cheio de amarrações, botões e esconderijos de brilhos? Muito bom!

Conversando depois da peça com a minha irmã e minha mãe, durante um jantar “maraaaaa” no Armazém da Pasta (gente, nunca tinha ido, que lugar fofo e que comida deliciosa), lembrei que o que mais que incomodava na época de solteirice, eram as pessoas sempre me cobrando o porquê de eu estar solteira. Como minha irmã, que é mais nova que eu, sempre emendou namoros longos e eu antes do Marco nunca tinha namorado muito tempo, sempre faziam uma comparação entre nós duas! Nossa, como isso me irritava!! Sempre gostei de sair com meus pais e seus amigos, ir em festas da família, mas quando esse assunto era colocado em pauta ou eu saía de fininho ou dava longos discursos sobre a felicidade estar na boa companhia de nós, com nós mesmos. E não quando estamos procurando-a numa suposta outra metade da laranja. Sempre odiei laranja.

E hoje eu ainda penso assim! Você já se levou pra jantar? Já foi ao cinema com você mesmo? Eu faço isso desde os meus 15 anos e confesso que prefiro ir ao cinema sozinha até hoje! Sempre gostei de ficar sozinha! Claro que é uma delícia você ter alguém que ame pra compartilhar a vida com você! Mas a solidão pra mim ainda é peça fundamental!!! Tem dias que eu e o Marco assistimos TV juntos, ou deitamos na cama e cada um lê o seu livro. Mas tem dias em que ele esta no quarto, eu na sala e esta tudo bem!! Se hoje eu não tenho tanto tempo pra ficar comigo mesma é mais por conta da correria do dia a dia e por causa do João, mas sempre que dá, corro pra casa pra ficar no silêncio, com os meus livros, escrevendo, deitada vendo TV ou arrumando os armários. Às vezes “despacho” marido e filho pra casa da sogra só pra poder ficar um pouco sozinha em casa!! Preciso desse tempo só meu! Pra me realinhar, resgatar a minha essência e me sentir mais inteira pra tocar a vida em frente!!!

Mas voltando ao assunto, sempre ficava puta quando alguém entoava o hino “é impossível ser feliz sozinho”. Ah, vai! Se somos felizes sozinhos, com a nossa própria companhia, com certeza estaremos muito mais aptos a sermos felizes acompanhados, na companhia de um outro alguém!!! Tem uma outra peça chamada “Não sou feliz mas tenho marido”.

Nunca assisti mas só o nome já me cativa!! Que contradição mais absurda mas super verdadeira! Como existem mulheres que pensam assim! Que pobreza de espírito, que falta de amor próprio. Ainda mais nos dias de hoje. Existe sim ainda uma pressão sobre as solteiras mas hoje em dia é muito mais fácil peitar essa baboseira toda e ser feliz, sim, sozinha!

Fica a reflexão. O que que tem escancarar no status do facebook, S-O-L-T-E-I-R-A???? Isso é sinônimo de I-N-F-E-L-I-Z?? Linkando com o meu post lá no Delicinhas de Pera hoje, porque ficar se justificando de um estado que só pertence a você???

Às que estão sozinhas mas procurando um amor, desejo-lhes boa sorte. Às que estão sozinhas e muito-bem-obrigada, desejo-lhes muita paciência com os ignorantes que ainda não entenderam que nascemos e morremos sozinhos, e que se quisermos podemos permanecer assim no caminho entre esse começo e fim.

Boa segunda e um beijo na bunda!!!

p.s. um filme que eu AMO, “Divã”, trabalha muito essa questão! E a música da última cena já foi muito cantada por mim em dolorosos términos de relacionamento…hahahaha.

Anúncios

6 respostas em “Infelizes, porém, acompanhadas!!

    • Jú quando eu te perguntei hoje teu estado civil lembrei muito do meu post de hoje!!! Jamais achei que fosse ler!! Mas é isso aí amiga!! O importante é sermos felizes, independente de ter ou não alguém!!!!
      Minha mãe topou de eu ir sozinha!! Logo vou providenciar a procuração. Obrigada pela dica!!!
      beijoss

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s