Metáfora para o que pensar dos nossos sonhos.

Hoje parada na sinaleira e pensando em várias coisas, cheguei numa frase. Parei o carro e antes que eu a esquecesse, anotei no meu caderninho. E como sempre que eu cito uma frase ou um texto gosto de dar o nome correto de quem o escreveu, vou colocar o meu nome após essa frase eu eu formulei.

“Conforta e anima lembrarmo-nos que toda árvore, até a mais frondosa e centenária Figueira, um dia foi uma mísera e pequena semente.”

Juliana Baron Pinheiro

Confesso que não sei o nome dessa árvore. Mas desde pequeninha é a minha preferida. Fica na Praça do Congresso em Criciúma e sempre que eu saia da minha escola que ficava em frente, brinca que eu era a Pocahontas e ela a minha árvore.

Árvore em Santo Antônio de Lisboa.

Fiquei com dó de terem machucado a árvore, mas não podia deixar de tirar essa foto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s