“As mãe pira”

Quando nós mulheres engravidamos, “nóspirataligado”? Piramos com os Hormônios, que entram em guerra com os Neurônios (sim, com letra maiúscula porque como eles tem vida própria, são sujeitos próprios também), piramos na “responsa” de parir, criar e educar uma criança, piramos porque durante alguns meses damos uma engordada, uma embarangada e os maridos ficam lá, lindos e normais!!! É, porque aonde vamos, está escrito na nossa testa, ou melhor, incutido no nosso abdômen em letras garrafais, na cor rosa fosforescente, a palavra MÃE. E por mais que até existam alguns homens meio tarados por grávidas (já aconteceu comigo) e que nós mulheres automaticamente sejamos (ou na gravidez nos tornemos) mais púdicas e jamais (pensando nas mais normais) conseguíssemos sequer pensar em alguma coisa com outro homem que não aquele do espermatozoide vencedor que habita a nossa barriga, bate uma certa insegurança no relacionamento. Porque o provedor sai na rua e ninguém imagina que ele é pai. Deu pra vocês me entenderem, né? Então “quenóspiravéio”. Nós ficamos mais enjoadas, e eu não estou falando aqui em enjôos matinais e blá blá blá. Estou falando de chatice mesmo. Nós ficamos mais sensíveis, do tipo que quer morrer porque o marido não quer ver os presentes pro neném que você ganhou do pessoal do trabalho. Nós ficamos mais agressivas, do tipo que acorda, olha pro marido, que ainda esta dormindo, e tem vontade de matar ele por você não achar uma possível “dormível”!! Afinal quem foi que “embarrigou” você? Hein? Hein (esse segundo hein foi acompanhando de uma cutucada sem querer, querendo)?

Mas nós também ficamos mais bondosas e sonhadoras. Sonhamos com a cara do nosso bebê, com a cor do seu cabelo. Sonhamos com o dia em que Deus vai ser um tiquinho mais justo e permitir que os homens também gerem uma vida. Pra eles poderem sentir esse prazer que é, imaginar que dentro de você existe uma criança feita do mais puro ou sacana mesmo amor. Sonhamos com a ideia de que eles grávidos, também saibam o que é soltar pum sem controle, mesmo morrendo de sono, antes de dormir, se obrigar a passar infinitos cremes, AFINAL QUEM QUER SE ENCHER DE ESTRIAS, NÃO É MESMO? Que eles tenham que pensar em diversos detalhes até o nascimento do filho, como obstetra, clínica, decoração do quarto, organização do chá de bebê, escolha do pediatra, pra depois você poder olhar pra ele, quando ele reclamar da falta de tempo e falta de ajuda, e soltar a clássica: “Mas você não fez nada o dia inteiro!” ou “Lá vem você outra vez!”.

Outra piração durante a gravidez é a coleção de pitacos e caraminholas que enfiam na nossa cabeça. “Você vai colocar um nome duplo no seu filho? Humm, sabia então que ele vai ter dois espíritos dentro dele? O meu sobrinho se chama João Pedro e é um capeta!”. Aos 7 meses de gestação eu ouvi:”Você tem certeza que não esta grávida de gêmeos?”. Como não vamos pirar, me diga? Com tanta gente querendo saber de quanto tempo você esta, se você é casada ou se já se formou, se é menino ou menina, qual o nome, se você esta se alimentando direitinho, se esta escutando músicas para o bebê, se esta lendo Lamarque, se sabe como socorrer seu filho se ele se afogar, se vai fazer parto normal ou cesárea? Não que as pessoas perguntem por mal mas é que são muitos questionamentos em um momento em que você mesma mal sabe o que esta fazendo. Eu até evitava sair de casa. Já não tenho muita paciência, nos últimos meses então!

Mas eu garanto que a piração acaba. Ou pelo menos diminui, ou pelo menos muda! O bebê chora? Te cansa? Depois dos 3 meses melhora. Não melhorou? Depois dos 6 meses melhora? Ah, ainda não melhorou? Depois do 1o ano, vai ficar tudo uma maravilha. O teu ainda não dorme a noite inteira? O teu ainda usa bico? Usa fralda? Não come jiló com chuchu sem fazer cara feia? O teu ainda não melhorou? Gente, melhorar do quê? Filhos dão trabalho! É uma piração nova a cada dia. Mas as pirações acabam indo brincar numa gangorra. Ora as mais chatinhas pesam mais, ora as pirações deliciosas te transformam na pessoa mais feliz do mundo inteiro. Quando aquele fruto da piração te sorri com míseros dois dentes na boca, você pira!!!! E pira, e pira e pira! A vida é uma piração, e não seria diferente com a maternidade!

Então caiam pra dentro “pessoár”! Sempre brinco que ter filho é que nem entrar numa piscina fria. Você entra, estranha, muitas vezes tem vontade de sair mas olha pra galera de fora sorrindo e diz : “Podem vir que a água esta uma delícia!!!!!”.

beijo beijo

(Bem sinceramente, eu Juliana não tenho o que reclamar do maridex. Ele sempre foi presente na parte que lhe cabia. Mas não adianta, a gente sempre acha que eles poderiam ajudar mais um pouquinho! E que graça teria, o que eu escreveria se eu não tivesse do que reclamar? As nossas insatisfações nos movem pra frente, ou pelo menos, tem que!)

Anúncios

5 respostas em ““As mãe pira”

  1. kkk, É a mais pura verdade, essa de perguntar se “tem certeza que não é gêmeos?” ocorreu comigo, a família do meu pai e da minha mãe é repleta de gêmeos ( Acho que por isso não tentei o segundo até hoje kkk) Ficava apavorada quando me diziam isso, ah! Sobre o parto, o leite, era tanta gente ajudando… (Para não dizer o contrário) Mas tem os momentos bons, que as vezes só damos valor quando passam. Amei o texto, verdadeiro e engraçado! Engraçado pra quem já passsou, para quem esta vivendo agora não é tão engraçado, mas não é o fim do mundo né? Quase… kkk, o João ta cada vez mais lindo, boa semana a todos, bjos.

  2. Pingback: As mãe pira! | Blog "Psicologando"

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s